Compartilhe
o tradicional waffle assado sem máquina

Nos últimos meses eu fundei uma pequena tradição aqui em casa: comer waffle no café da manhã. Eu particularmente nunca fui especialmente fã waffle, sempre preferi a tradicional panqueca americana. Creio que a minha preferência se dava por praticidade, até porque achei que para fazer waffles, precisaria ter aquela máquina especial (um eletrodoméstico que não cabe na minha vida minimalista). Porém tudo começou a mudar quando achei uma forma de silicone em formato certo para fazer o tradicional waffle assado sem máquina. No começo não sabia se ia dar certo, mas com prática e a receita certa, descobri que era super possível e que ainda ficava delicioso. Desde então, virou hábito!

o tradicional waffle assado sem máquina

 

Waffle com chantilly e frutas vermelhas

Servings 2 pessoas

Ingredients
  

  • 1 ovo
  • 1 xícara de chá de leite
  • 1 e 1/2 xícara de chá de farinha de trigo
  • 2 colheres de sopa manteiga em temperatura amabiente
  • 1 colher de sopa de açúcar
  • 1 colher de chá de sal
  • 1 colher de chá de fermento em pó
  • 1 colher de sopa de extrato de baunilha
  • chantilly para cobertura
  • frutas vermelhas

Instructions
 

  • Em uma tigela, adicione o ovo, o leite, o açúcar e a manteiga e bata comum fuê.
  • Adicione aos poucos a farinha e vá mexendo até incorporar a mistura.
  • Acrescente o extrato de baunilh, o sal e o fermento e mexa até incorporar.
  • Adicione a massa em uma forma de waffle, e leve para assar na temperatura de 200º por cerca de 8 minutos, ou até começar a dourar as bordas.
  • Sirva como preferir. Sugerimos chantilly com frutas vermelhas, uma combinação incrível.

Waffle caseiro sem máquina: diferenças

Com o uso da forma, o waffle fica macio por dentro e crocante por fora. Não fica tão sequinho como na máquina, mas fica ainda mais saboroso e próximo do tradicional. Essa forma inclusive pode servir para fazer o waffle Liège que pede uma técnica com menos pressão para deixa-lo mais macio.

o tradicional waffle assado sem máquina

Pequenas dicas:

E para finalizar, capriche na forma de servir, gosto de várias opções, como mel, creme de avelã, ou mesmo manteiga. Mas dessa vez usei chantilly e frutas vermelhas, que deram o toque especial para um café da manha de inverno. Então espero que goste das dicas e receitas e qualquer dúvida, vamos conversar ai nos comentários!🍓

Leia esses
também

Omelete de morango

Pão de chocolate

Rabanada clássica de natal