24 de janeiro de 2018

Esse fim de semana foi aniversário do Bruno e decidimos comemorar conhecendo o Pirajá, um bar que foi recomendado como um dos melhores lugares para tomar um bom chopp ou uma ótima caipirinha em São Paulo. O Bar fica na região de Pinheiros e tem um delicioso clima tropical, por isso foi a pedida certa para o Verão!

Logo que chegamos no bar percebermos que ele tinha um estilo carioca, do tipo que se refletia nos mínimos detalhes: desde o revestimento de parede imitando a orla de Copacabana, aos pratos que traziam várias referências da Cidade maravilhosa. O fato mais memorável sobre o Pirajá é o jogo de cintura que você deve ter para conseguir uma mesa, pois o ambiente é tão descontraído, informal e cheio de animação, que você pode se sentir constrangido se não tiver uma postura mais maleável e expansiva. É uma perfeita homenagem aos nossos amigos do Rio de Janeiro que tanto tem a nos ensinar sobre realmente relaxar e curtir a vida.

Sobre as bebidas, pedimos uma caipiroska de lima da pérsia ($35) e duas opções de chopps da casa ($9,50 – $13,50). Eu tomei a caipiroska que estava bem equilibrada e o Bruno foi de Chopp. Na minha opinião, a bebida vale o investimento, porque a combinação da força da vodka com a suavidade da lima da Pérsia só pode se dar de forma satisfatória quando se sabe o ponto certo da mistura e nesse caso, eu diria que eles acertaram em cheio. Um drink leve e refrescante, mas forte o suficiente para te dar aquela relaxada. Quanto ao Bruno, a opinião dele é que o chopp artesanal vale para quem tem um gosto mais apurado, mas o Paulista ganha pela perfeita combinação entre o tradicional chopp claro com a espuma do escuro.

Além das bebidas, optamos por pedir alguns petiscos. O cardápio não é tão variado, então a escolha não foi tão difícil, optamos por escolhas mais leves devido ao calor que estava fazendo no dia.

Na foto acima, um dos nossos pedidos: “miss saigon” ($28) uma espécie de tempurá com massa de cerveja que por dentro trazia um enroladinho de couve com carne de porco.

Outro de nossos pedidos: “do leme ao pontal” ($34) um mix dos petiscos da casa, croquete de costela, bolinho de carne seca com abóbora e bolinho de arroz com recheio de camarão. Esse em particular estava divino, cada bolinho tinha um sabor ímpar e até valia um segundo pedido.

Sem sombras de dúvida, foi uma tarde gostosa e bem atípica para nós. Não somos exatamente os maiores fãs do tipo de bar que tem na região de pinheiros/vila madalena, mas achamos que pela recomendação valia a visita. Com certeza não nos arrependemos a comida é saborosa e as bebidas são primorosas. Com certeza é uma experiência que pretendemos repetir! 😋🍸

Leia esses também

    sorveteria argentina
    Luccianos, a sorveteria mais linda da Argentina
    Maria Cereja
    Animal Chef, uma hamburgueria vegana em São Paulo
esse post trata de:


625 No bloglovin 7,8K No instagram 2,5K No pinterest